Skip to main content
Diagnóstico
Reserva Ovariana
Sintomas
Causas
Idade Materna Avançada
Tratamento

Infertilidade Feminina

A infertilidade feminina é caracterizada pela ausência de gravidez ao longo do período de 12 meses nas mulheres com menos de 35 anos, e 6 meses nas mulheres com mais de 35 anos, e tendo relações sexuais frequentes e ausência de métodos contraceptivos.

Diagnóstico

Os principais exames para avaliação da fertilidade feminina são:
  • Ultrassom pélvico e transvaginal
  • Histerossalpingografia para avaliação da permeabilidade e a funcionalidade das tubas uterinas
  • Histeroscopia diagnóstica
  • Ressonância nuclear magnética de Pelve
  • Sorologias
  • Cariótipo
  • Exames hormonais
  • Hormônio antimulleriano (AMH), importante marcador da reserva ovariana da mulher

O exame é capaz de estimar a reserva ovariana através dos níveis de AMH produzidos pelos folículos primordiais em desenvolvimento presentes no parênquima ovariano, é feiro através de um exame de sangue.

Complementar ao antimulleriano, a reserva ovariana de uma paciente pode a ser avaliada através de exames hormonais como o FSH e o Estradiol, e a contagem de folículos pré-antrais realizado através de ultrassonografia transvaginal.

Os seguintes exames hormonais também são importantes para sondar as potenciais causas da infertilidade feminina devido ao desequilíbrio de hormônios:

Reserva Ovariana

A avaliação da reserva ovariana é fundamental em mulheres que possuem o desejo reprodutivo, pois traz uma estimativa da quantidade de óvulos disponíveis e avalia a capacidade de resposta do ovário a estímulos hormonais que objetivam aumentar a produção de óvulos.

Sintomas

A baixa reserva ovariana não produz sintomas, isso é, não é possível saber apenas observado o ciclo menstrual da mulher, se ela tem ou não baixa reserva. Quando começam a aparecer sintomas, como irregularidade menstrual, geralmente levando a atrasos e metrorragia, já estamos doentes ou de uma insuficiência ovariana prematura quando ocorre antes de 40 anos, ou uma perimenopausa, quando ocorre após 40 anos.

Causas

Entre as principais causas para a infertilidade feminina estão:
  • Idade e baixa reserva ovariana;
  • Endometriose: definida pela presença de tecido do endométrio (camada que reveste o útero por dentro) em outras regiões fora da cavidade uterina;
  • SOP – Síndrome dos Ovários Policísticos: distúrbio hormonal caracterizado por alterações da ovulação podendo haver alteração nos níveis de hormônios masculinos, como a testosterona e na produção de insulina;
  • Fatores tubários: dificuldade das trompas de capturar o óvulo do ovário e, consequentemente, ausência do encontro do óvulo e do espermatozoide para fecundação e formação do embrião. As causas tubárias derivam principalmente de infecções sexualmente transmissíveis como, por exemplo, a clamídia, doenças inflamatórias como a endometriose e cirurgias como apendicectomia ou laqueadura tubária;
  • Fatores uterinos: o fator uterino mais comum é o pólipo. Trata-se de uma estrutura dentro do endométrio que causa uma inflamação e sangramentos intrauterinos. Também são exemplos de fatores uterinos os miomas e tumores benignos.

Idade Materna Avançada

A idade é um dos fatores que mais impacta a fertilidade feminina. Com o passar dos anos, a fertilidade da mulher diminui devido à qualidade e a quantidade de óvulos.

A fertilidade da mulher começa a sofrer alterações a partir dos 30 anos. Já a partir dos 35 anos, a queda na qualidade e quantidade dia óvulos é mais acentuada. Aos 40, as chances de gravidez natural de uma mulher caem drasticamente para menos de 5%.

Além disso, a idade tem papel fundamental na redução da reserva ovariana e da qualidade dos óvulos. Ao nascerem, as mulheres possuem um número limitado de óvulos. Esse estoque de óvulos vai sendo liberado ao longo do tempo até que se esgota quando a mulher entra na menopausa. Com o tempo, também aumentam os riscos de abortos espontâneos e de malformações fetais.

Tratamento

Os tratamentos para a infertilidade feminina podem ser clínicos, com o uso de medicação; cirúrgicos, como a retirada de pólipos; ou através do uso das técnicas de reprodução assistida.

Dúvidas frequentes sobre infertilidade feminina

Quais os percentuais da infertilidade feminina no Brasil?

Atualmente, cerca de 50% das causas de infertilidade são femininas.

Qual o ápice da saúde reprodutiva da mulher?

A mulher atinge o ápice de sua fertilidade entre os 20 e os 30 anos.

O que é menopausa precoce e como ela afeta a fertilidade?

A menopausa precoce ocorre quando há falência do ovário e, por consequência, da produção de óvulos. Nesse caso, a paciente pode recorrer à ovodoação e técnicas de reprodução como a inseminação intrauterina ou fertilização in vitro.

Ainda tem dúvida?

Você pode entrar em contato conosco através dos meios abaixo:
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

CONTATO

Entre em contato através dos telefones abaixo e tire as suas dúvidas. Será um prazer falar com você!

contato@inventre.com.br

ATENDIMENTO

Segunda a sexta-feira das 7h às 19h e aos sábados das 7h às 13h.

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba o nosso conteúdo informativo no seu e-mail.

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Inventre Centro Avançado de Medicina Reprodutiva – CNPJ: 27.964.397/0001-98

Venha conversar conosco

R. das Pitangueiras, 187 – Jardim, Santo André – SP, CEP: 09090-150